Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

TELHADELA

Perspectivas e considerações

TELHADELA

Perspectivas e considerações

Lançamento do Livro, Telhadela - Perspectiva Histórica e Etnográfica

 

 

Construção da ponte do Pinto, sobre o rio Caima, 1927

(clique na imagem para aumentar)

 

APRESENTAÇÃO DO LIVRO “TELHADELA – PERSPECTIVA HISTÓRICA E ETNOGRÁFICA

 

Dia 11 de Julho pelas 21:30, é a data e hora marcada  para a apresentação do livro, “Telhadela – Perspectiva Histórica e Etnográfica”, uma obra dos autores, Nuno Jesus, Emília Campos e Vera Marques.

A apresentação terá lugar na sede do G.R.C. de Telhadela.
Este trabalho conta com o prefácio do ilustre historiador, Dr. Delfim Bismarck Ferreira.
Será um dos maiores acontecimentos culturais realizados até à data na freguesia da Ribeira de Fráguas, visto ser a primeira vez que é publicado um livro na freguesia, no caso específico, sobre uma das suas aldeias.
Telhadela é o maior aglomerado populacional do concelho de Albergaria-a-Velha, que não é sede de freguesia. Tem uma riqueza de cunho histórico e etnográfico, que até ao presente ninguém se tinha aventurado a registar.
Atendendo a este facto, ao rigor e seriedade em que este estudo assenta, a direcção do Grupo Recreativo e Cultural de Telhadela decidiu promover a edição deste trabalho.
O livro remete o leitor para o período da cultura castreja, a partir da qual tem início uma viagem pelo tempo, que passa pela Idade Média, época à qual remonta o primeiro documento a mencionar o lugar de Telhadela, documento este, datado do ano 1100.
Após esta data são abordados temas como: Ilustres Telhadelenses, Emigração para o Brasil, Património Edificado, Fotos Antigas, a Companhia da Mina de Telhadela e muito mais.
Subtilmente o leitor é convidado a entrar na vertente etnográfica, onde são abordados temas específicos como, moinhos, lagar do azeite, ciclos do linho, milho, pão e vinho entre outros, dos quais destacamos o complexo sistema de partilha de água de rega, que outrora existiu em Telhadela.
 Os autores e o Grupo Recreativo e Cultural de Telhadela, desde já convidam a população em geral, para assistir a este momento histórico. A entrada é livre.
 

1 comentário

Comentar post